Fenômenos espíritas

27abr11
Entre todas as provas de que existe no homem um princípio espiritual sobrevivente ao corpo as mais frisantes são fornecidas pelo fenômeno do espiritualismo experimental ou Espiritismo.

Os fenômenos espíritas, considerados, a princípio, como puro charlatanismo, entraram no domínio da observação rigorosa e, se certos sábios ainda os desdenham, rejeitam e negam, outros, não menos eminentes, os estudam, verificando sua importância e realidade. Na América e em todas as nações da Europa, sociedades psicológicas fazem disso o objeto constante de seus estudos.

Tais fenômenos, já o vimos, produziram-se em todos os tempos. Outrora, estavam envolvidos em mistério e só eram conhecidos por pequeno número de pesquisadores. Hoje, universalizam-se, produzem-se com uma persistência e uma variedade de formas que confundem a Ciência moderna.

Newton disse: “É loucura acreditar que se conhecem todas as coisas, e é sabedoria estudar sempre.” Não só todos os sábios, mas também todos os homens sensatos têm o dever de estudar esses fatos que nos patenteiam uma face ignorada da Natureza, de remontar às causas e de deduzir as suas leis.

Esse exame só pode fortificar a razão e servir ao progresso, destruindo a superstição em sua origem, porque a superstição está sempre pronta a poderar-se dos fenômenos desprezados pela Ciência, a desfigurá-los e atribuir-lhes caráter sobrenatural ou miraculoso.

A maior parte das pessoas que desdenham estas questões ou que, tendo-as estudado, o fizeram superficial-mente, sem método, sem espírito de coerência, acusa os espíritas de interpretarem mal os fenômenos, ou, pelo menos, de deduzirem conclusões prematuras.

A esses adversários do Espiritismo responderemos que já é alguma coisa ganha o fato de eles se apegarem à interpretação dos fenômenos e não à sua realidade. Efetivamente, os fenômenos verificam-se e não se discutem. A sua realidade é atestada, como vamos ver, por homens do mais elevado caráter, por sábios de alta competência, de nome aureolado por seus trabalhos e descobertas. Mas, não é preciso ser sábio de primeira ordem para averiguar a existência de fenômenos que, caindo debaixo dos sentidos, são, portanto, sempre verificáveis. Qualquer pessoa, com alguma perseverança e sagacidade, colocando-se nas condições necessárias, poderá observar esses fatos e formar sobre eles uma opinião esclarecida.

Do livro Depois da Morte, Léon Denis.



2 Responses to “Fenômenos espíritas”

  1. 1 Shirley

    Será que os fenômenos persistirão numa Terra futura de regeneração? Ou só foram necessários (e ainda o são) para senbilizar as almas mais refratárias às verdades do plano espiritual? Será que teremos psicografias, incorporações, efeitos físicos daqui a uns 200 anos? Talvez não seja mais preciso e as coisas sejam bem mais naturais pra todos do que é hoje em dia.

    Abraço, carlinhos!

  2. Querida Shirley:
    Não é de hoje que a transição começou. Nem demorará tão pouco tempo. Dos nossos, é claro.
    A espiritualidade já nos mostra a algum tempo que as transformações necessárias começaram promovendo alterações necessárias no mundo físico e nas questões morais que ainda atormentam muitos dos encarnados neste Planeta.
    As reformas morais ainda se processam lentamente no âmago individual. Muito se vê de ações que mostram um encarnado individualista sem muito se importar com seu semelhante. Não bastam os grandes movimentos de solidariedade diante das grandes catástrofes. Necessário se faz as ações individuais no dia-a-dia das pessoas.
    Os valores morais, muito desacreditados nestes últimos tempos, precisam ser revistos pois as consequencias serão muito danosas.
    Enfim, o momento é para ser de grandes reflexões e mudanças individuais. Só assim o coletivo se beneficiará.
    Sobre como seremos daqui a 200 anos, só os que lá chegarem poderão saber…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: