Classificação geral dos médiuns

25fev10
A faculdade mediúnica não se revela em todos da mesma maneira. Os médiuns tem geralmente aptidão especial para esta ou aquela ordem de fenômenos, o que os divide em tantas variedades quantas são as es­pécies de mediunidade, embora nada impeça que um médium venha a pos­suir mais do que uma aptidão.

Diversas são as classificações propostas, mas de forma bem prá­tica, podemos classificá-los de acordo com o tipo de mediunidade, nas seguintes categorias:

a) MÉDIUNS DE EFEITOS FÍSICOS: são aqueles aptos à produção de fenômenos que sensibilizam objetivamente os nossos sentidos, tais como: movimento de corpos inertes, ruídos, etc. Trata-se de uma cate­goria de médiuns bastante infreqüente em nossos dias, mas que teve fundamental importância na fase de implantação da Doutrina Espírita. Sub-categorias:

1.Tiptólogos: os que produzem ruídos e pancadas. Mesmo sem que o médium tome conhecimento, os Espíritos podem se utilizar de cer­tos recursos fluídicos que eles possuem para produzir o fenô­meno;

2.Motores: os que produzem movimentos dos corpos inertes;

3.De Translação e Suspensão: os que produzem a translação de obje­tos através do espaço ou a sua suspensão, sem qualquer ponto de apoio. Há também os que podem elevar-se a si mesmos (levitação);

4.De Transporte: os que podem servir aos Espíritos para o trans­porte de objetos materiais através de lugares fechados;

5.Pneumatógrafos: os médiuns que permitem a escrita direta (espécie de mediuninade onde os Espíritos, utilizando-se do ec­toplasma do médium, escrevem sobre determinados objetos sem se utilizarem de lápis ou caneta);

6.Pneumatofônicos: os médiuns que permitem a voz direta (fenômeno mediúnico onde os Espíritos emitem sons e palavras através de uma “garganta ectoplásmica”, sem a utilização do aparelho vocal do medianeiro);

7.De Materialização: são aqueles que doam recursos fluídicos (ectoplasma) para a materialização do Espírito ou de parte do Espírito, ou, ainda, de certos objetos;

8.De Bicorporeidade: são aqueles capazes de materializarem seu corpo perispirítico em local FORA do corpo físico;

9.De Transfiguração: são aqueles aptos a promoverem modificações temporárias em seu corpo físico, através da vontade e do pensa­mento.

b) MÉDIUNS SENSITIVOS: são os médiuns capazes de registrar a presença de Espíritos por uma vaga impressão. Ora esta impressão é boa ora é ruim, dependendo da natureza da entidade desencarnada. Esta va­riedade não apresenta caráter bem definido, pois todos médiuns são mais ou menos sensitivos;

c) MÉDIUNS INTUITIVOS OU INSPIRADOS: são aqueles que recebem comunicações mentais entranhas às suas idéias, vindas da esfera imate­rial. Na realidade, todos nós somos médiuns intuitivos, pois podemos assimilar inconscientemente o pensamento dos Espíritos, mas em algumas pessoas, essa capacidade é mais evidente. Os médiuns de pressentimento são uma variedade dos intuitivos, onde há uma vaga impressão de acon­tecimentos futuros;

d) MÉDIUNS AUDIENTES: são os médiuns que ouvem os Espíritos. Em algumas vezes é como se escutassem uma voz interna que lhes ressoasse no foro íntimo, doutras vezes, é uma voz exterior, clara, distinta;

e) MÉDIUNS VIDENTES: são aqueles aptos a verem os Espíritos em estado de vigília. Kardec fazia referência à raridade desta faculdade e em nossos dias continua pouco comum;

f) MÉDIUNS FALANTES OU PSICOFÔNICOS: são aqueles que possibili­tam aos Espíritos a comunicação oral com outras pessoas encarnadas, utilizando dos recursos vocais do médium. É a variedade de médiuns mais comum em nossos dias;

g) MÉDIUNS ESCREVENTES OU PSICÓGRAFOS: são os médiuns aptos a receberem a comunicação dos Espíritos através da escrita. Foi pelos médiuns escreventes que Allan Kardec montou os pilares básicos da Co­dificação Espírita;

h) MÉDIUNS CURADORES: são aqueles aptos a curarem, através do toque, por um ato de vontade e pelo passe. Em realidade, todos somos capazes de curar enfermidades pela prece e pela transfusão fluídica, mas, também aqui, esta designação deve ficar reservada para aquelas pessoas onde a capacidade de curar ou aliviar as doenças é bem evi­dente;

i) MÉDIUNS PSICÔMETRAS: são aqueles aptos a identificarem os fluidos presentes em determinados objetos e locais (Psicometria);

j) MÉDIUNS SONAMBÚLICOS OU DE DESDOBRAMENTO: são aqueles capa­zes de emanciparem seu corpo espiritual deixando a organização física num estado de sonolência ou apatia. Segundo Kardec, estes médiuns “vivem por antecipação a vida espiritual”, pois são capazes de reali­zar inúmeras tarefas no mundo dos Espíritos.



No Responses Yet to “Classificação geral dos médiuns”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: