Anjos guardiães

19abr09
Todos nós temos um Bom Espírito, ligado a nós desde o nascimento, que nos tomou sob a sua proteção. Cumpre junto a nós a missão de um pai junto ao filho: a de nos conduzir no caminho do bem e do progresso, através das provas da vida. Ele se sente feliz quando correspondemos à sua solicitude, e sofre quando nos vês sucumbir. Seu nome pouco importa, pois que ele pode não ter nenhum nome conhecido na Terra. Invocamo-lo, então, como o nosso Anjo Guardião, o nosso Bom Gênio. Podemos mesmo invocá-lo com o nome de um Espírito Superior, pelo qual sintamos uma simpatia especial.

Além do nosso Anjo guardião, que é sempre um Espírito Superior, temos os Espíritos Protetores, que, por serem menos elevados, não são menos bons e generosos. São Espíritos de parentes ou amigos, e algumas vezes de pessoas que nem sequer conhecemos na atual existência. Eles nos ajudam com os seus conselhos, e freqüentemente com a sua intervenção nos acontecimentos de nossa vida. Os Espíritos simpáticos são os que se ligam a nós por alguma semelhança de gostos e tendências. Podem ser bons ou maus, segundo a natureza das inclinações que os atraem para nós. Os Espíritos sedutores esforçam-se para nos desviar do caminho do bem, sugerindo-nos maus pensamentos. Aproveitam-se de todas as nossas fraquezas, como de outras tantas portas abertas, que lhes dão acesso à nossa alma. Há os que se agarram a nós como a uma presa, mas afastam-se quando reconhecem a sua impotência para lutar contra a nossa vontade.

Deus nos deu um guia principal e superior em nosso Anjo Guardião, e como guias secundários os nossos Espíritos Protetores e Familiares. É um erro, entretanto, supor que tenhamos forçosamente um mau gênio junto a nós, para contrabalançar as boas influências daqueles. Os maus Espíritos nos procuram voluntariamente, desde que achem possível dominar-nos, em razão da nossa fraqueza ou da nossa negligência em seguir as aspirações dos Bons Espíritos,e somos nós, portanto, que os atraímos. Disso resulta que não somos nunca privados da assistência dos Bons Espíritos, e que depende de nós o afastamento dos maus. Pelas suas imperfeições, sendo ele mesmo a causa dos sofrimentos que o atingem, o homem é quase sempre o seu próprio mau gênio. (Cap. V, nº 4). A prece aos Anjos Guardiães e aos Espíritos Protetores deve ter por fim solicitar a sua intervenção junto a Deus, pedir-lhes a força de que necessitamos para resistir às más sugestões, e a sua assistência para enfrentarmos as necessidades da vida.

Assim como temos os espíritos protetores a nos guiar e orientar diante das adversidades da vida, encontramos também espíritos que se unem ao homem impulsionando ao mal caminho. Trava-se aí , uma luta entre o bem e o mal, o qual se mostrará vencedor ao qual o homem se entregar.

Os espíritos simpáticos também nos acompanham na nossa jornada, podendo ou não estar ao nosso lado por uma missão.

O espírito familiar é normalmente um amigo de nossa casa.

Vamos compreender melhor a graduação desses espíritos que nos auxiliam no dia a dia: ” O Espírito protetor, anjo de guarda, ou bom gênio é o que tem por missão acompanhar o homem na vida e ajudá-lo a progredir. É sempre de natureza superior, com relação ao protegido.

Os Espíritos familiares se ligam a certas pessoas por laços mais ou menos duráveis, com o fim de lhes serem úteis, dentro dos limites do poder, quase sempre muito restrito, de que dispõem. São bons, porém muitas vezes pouco adiantados e mesmo um tanto levianos. Ocupam-se de boamente com as particularidades da vida íntima e só atuam por ordem ou com permissão dos Espíritos protetores.

Os Espíritos simpáticos são os que se sentem atraídos para o nosso lado por afeições particulares e ainda por uma certa semelhança de gostos e de sentimentos, tanto para o bem como para o mal. De ordinário, a duração de suas relações se acha subordinada às circunstâncias.

O mau gênio é um Espírito imperfeito ou perverso, que se liga ao homem para desviá-lo do bem. Obra, porém, por impulso próprio e não no desempenho de missão. A tenacidade da sua ação está em relação direta com a maior ou menor facilidade de acesso que encontre por parte do homem, que goza sempre da liberdade de escutar-lhe a voz ou de lhe cerrar os ouvidos.” Não dá para nos sentirmos, só, não é mesmo?

A todo momento estamos sendo guiados ou inspirados por bons ou maus espíritos. Vai daí nossa condição vibracional, determinando ao lado de quem estaremos. Os maus espíritos , podem e envolvem-nos, com suas baixas vibrações intuindo-nos ao caminho de dores e sofrimentos que por vezes, não percebemos, simplesmente porque não nos colocamos na condição de LUZ! Isso pode ocorrer de um fascínio, de uma pessoa para outra, a qual acaba recebendo vibrações e instruções de espíritos de maneira indireta.

Deus nos permite passar por todas essas experiências para compreendermos o quão vulneráveis ficamos se longe de Seu amor nos colocamos.

Através de nossos pensamentos e atitudes no dia a dia, vamos criando laços com os bons espíritos que se simpatizam com nossa condição interior, que busca sempre o amor e o bem levando luz aos nossos semelhantes. Quanto mais ligados estamos a eles, maior é nosso grau de felicidade e de serenidade. Vamos dessa forma, abrindo nosso canal para receber instruções que nos serão de grande valia no dia a dia, e, que nos ajuda a identificar se estamos ou não seguindo o caminho que nos levará a evolução. Há que tomar muito cuidado, pois somos nós quem atraímos os bons ou maus espíritos. Se vibramos negativamente qualquer sentimento, não estaremos fortes no bem e serão então os maus espíritos que nos guiarão , infelizmente, para um mundo de dor e amargura. É preciso então, acreditar sempre em nosso amado Pai, sabendo que tudo que nos é dado, é por nosso merecimento e para nosso aprendizado. Cada um tem o que necessita ter nesse momento. E é através de nossa humildade, que vamos ganhando condições para estarmos sempre no bem, junto aos nossos anjos guardiões, espíritos protetores familiares e simpáticos.

Como diz Emmanuel , no livro Seara dos Médiuns: “Quando em dificuldade, assinalas, contente, a mão que te oferta auxílio espontâneo. Se sofres, adquires ânimo novo, perante alguém que te reanima. Doente, sabes ser reconhecido a quem te socorre. Em erro, apresenta-te renovado, diante daquele que te apoia o reajuste, sem recorrer a condenação. Solitário, encontras a presença do amor no companheiro que te dirige a boa palavra. Sabes que te enganas muitas vezes, apesar do teu devotamento à verdade, e que, em muitas circunstâncias, pareces abraçar a ingratidão e a agressividade, não obstante o propósito de honrar a justiça, e, por esse motivo, dignificas todos aqueles que te estendam bondade e compreensão. Respeitas quem te não dá prejuízo. Admiras quem não te fere as convicções. Estimas a quem te ajuda sem perguntar. Agradeces a quem te aprecia a nobre intenção Em suma, recolhes reconforto e felicidade junto de todo aquele que te aceita como és , amparando-te as necessidades sem exigir-te certificados de perfeição e exames de consciência. Pelo auxílio que recebes, conheces perfeitamente, o auxilio que podes prestar. Identificarás assim, facilmente , a condição do amigo desencarnado. Se ele deseja comunicar-te o que aspira, em favor de si mesmo, não permitirá que faças ao próximo aquilo que não queres que te seja feito. O bom espírito, por isso, não é somente aquele que te faz bem, mas, acima de tudo, o que te ensina a fazer bem aos outros para que sejas igualmente um espírito bom.

Que possamos sempre nos lembrar das palavras de nosso amigo Emmanuel, que traz para nós uma simples receita de como estar no bem, atrair bons amigos da espiritualidade e, acima de tudo, dessa forma, identificar quem esta nos inspirando. Os bons espíritos não deixam pensamentos ruins em nosso ser.”



No Responses Yet to “Anjos guardiães”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: