O Caminho

Depois de todos os procedimentos iniciais de torna-lo à vida, aquele espírito feito à tua imagem chega às mãos daqueles que o ajudaram nesta viagem de volta à carne.

Em alguns casos, este momento final do retorno torna-se complicado exatamente como uma primeira prova que este espírito se propôs a cumprir nesta jornada.

Paradas cardíacas podem significar a redenção de males do coração impostos a outrem noutra jornada. Pode apenas ter sido moral mas pode também ser físico como por exemplo um tiro, uma facada, uma flechada…Outros, porém, estão ali, neste momento da passagem da vida no útero (penúltima fase) para a vida no plano físico em que irá viver.

O caminho estreito é comumente uma prova escolhida pela maioria destes espíritos independente da vontade daquela que virá ser sua mãe. Esta, muita (a maioria) das vezes não consegue perceber a existência desta prova e opta, por vaidade ou outra vontade eximir-se do “sofrimento” que o parto normal irá causar-lhe. Pobre desta mãe que estará abdicando do primeiro ato de amor àquele espírito que está retornando para este plano físico para cumprir mais uma etapa na sua evolução.

É verdade, também, que isto que acabo de dizer seja sempre verdadeiro. Existem os casos em que esta viagem precisa ser feita de outra forma. A chegada deve tomar outros caminhos e os procedimentos cirúrgicos normalmente são adotados nesta ocasião como forma, até, de preservar esta vida que inicia a caminhada.

Aquele momento em que estão ali reunidos no que chamais comumente de sala de parto, reúne aqueles que assumiram na espiritualidade o compromisso de fazer chegar à vida física aqueles espíritos. E assim, reunidos em equipe estão disponíveis. Nem sempre a vaidade dos pais consegue interferir através de seu livre-arbítrio nesta determinação assumida ainda na espiritualidade encarnações anteriores, no início da jornada daqueles espíritos, tal como já foi relatado a vocês.

Após todos estes procedimentos iniciais, aquele espírito agora dotado de um corpo físico é submetido aos tratamentos iniciais dados ao corpo físico. Estais, portanto, a partir deste momento à disposição de teu “caderno” para que possas seguir adiante. Algum tempo ainda precisarás de ajuda de terceiros até que esta ambientação inicial se faça completa. Normalmente este período dura os três meses iniciais da vida terrena. É o período que o espírito precisa para se acostumar a todas estas coisas que irão fazer parte de seu cotidiano. E isto vale apenas para aqueles cuja jornada será superior a estes três anos que ora vos relato.
Àqueles cuja jornada se interromperá antes deste período, trataremos em época específica.

Estando dentro deste período às interações se realizarão de forma adequada que possa ser realizada para estabelecer um melhor intercâmbio entre ele (aqui encarnado) e a espiritualidade (de onde está afastado temporariamente).

Neste período, independente das necessidades do corpo físico, o espírito estará assistindo à sua integração neste mundo.

A caminhada que agora começa levará ao conhecimento deste espírito todas as “ferramentas” necessárias a pratica da teoria que adquiriu em sua passagem pela espiritualidade em seu último estágio.

À volta da mãe ao seu lar acompanhada deste novo integrante de sua família deveria ser feita de forma a manter este espírito harmonizado com o ambiente de antes de sua chegada. Ali, naquele ambiente, os espíritos encarregados daquela reencarnação trabalharam durante o período da gravidez na harmonização do ambiente, na medida do possível, e sempre de acordo com o acertado entre aqueles espíritos que agora iniciarão uma nova jornada. A chegada ao “novo lar” deveria ser momento de festa para todos eles. No entanto ainda é comum que em muitos lares isto não signifique um grande evento a ser efusivamente comemorado. Naquela entrada à nova casa, o espírito logo irá perceber o “ambiente” que o espera à convivência.

Ali, muitas vezes em condições precárias e de extrema pobreza irá ele exercer a fase que escolheu como aprendizado. Assim poderá aprender, por exemplo, a conviver em condições miseráveis por em outras épocas não ter dividido sua opulência com aqueles miseráveis que o rodeava. Estará assim a procura do aprendizado de como aqueles miseráveis conseguiam sobreviver, para numa próxima etapa de sua evolução, estar diante de uma nova prova onde possa dar valor a estas coisas que só se aprende na vida material.

Outros, porém, que agora chegam em ambiente onde prima pelo asseio, estarão aprendendo a conviver, de forma diferente da vivida em outras épocas onde estas coisas não existiam.

Agora, amigos, estão lendo estas palavras e certamente irás questionar muitas delas. Não deverias, no entanto, faze-lo assim, sem o conhecimento dos ensinamentos que o Cristo te legou através da Doutrina Espírita.

Ali, naquelas páginas todos os esclarecimentos destas coisas que rapidamente te dou, está relatado de forma bastante clara. Se não conseguires, ainda, perceberes a clareza daqueles ensinamentos, procura os livros dos outros companheiros da espiritualidade de forma que possas melhor entender estas coisas da reencarnação, de vidas passadas e de provas vividas na vida física. Não é nosso desejo nem objetivo estar aqui fazendo tratados de conduta espírita. Estamos aqui apenas para estimular cada um de vocês no aprendizado da Doutrina. E é isto, queiram ou não, que estaremos aqui fazendo todas as vezes que este companheiro se dispor a trabalhar conosco através de sua paciente aceitação da prova a que está se submetendo nesta etapa de seu aprendizado.

Não esperem além disto nestes escritos que temos deixado.

Mensagem psicografada no dia 13/06/2002 na Casa de Catarina – Rio de Janeiro.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s